mk_grid_width = 1140, mk_ajax_search_option = "disable", mk_preloader_bg_color = "#073052", mk_accent_color = "#003866", mk_go_to_top = "true", mk_smooth_scroll = "true", mk_preloader_bar_color = "#003866", mk_preloader_logo = "http://diogohubner13.com.br/wp-content/uploads/2017/05/dh13_logo_white.png"; var mk_header_parallax = false, mk_banner_parallax = false, mk_footer_parallax = false, mk_body_parallax = false, mk_no_more_posts = "No More Posts";

Para Diogo, Pinheiros chegou a seu limite contra o Füchse Berlin

A partida entre EC Pinheiros e Füchse Berlin teve a menor diferença de gols no Super Globe deste ano, fase quartas de final. Apenas dois. A equipe alemã venceu por 33-31 e se classificou às semifinais, mas teve de suar para vencer o Pinheiros. Em alguns momentos, o jogo estava empatado.

Para Diogo Hubner, a equipe foi ao seu limite, e por 60 minutos bateu de frente com ninguém menos que os atuais campeões mundiais. “Estamos com sensações mistas. Fizemos um jogo muito bom, mas sabemos que a vitória poderia ter vindo. Demos o nosso máximo e jogamos o tempo inteiro de igual para igual com o Füchse, e isso é fantástico. Vamos agora em busca do quinto lugar”.

O Pinheiros volta à quadra em Doha neste sábado (26) às 15h, horário de Brasília, contra a Sydney University, representante da Oceania e que acabou perdendo hoje para o Al-Sadd por 33-25. A vitória garante o time na disputa pela quinta posição, que será na segunda-feira (28) às 09h, também pelo horário de Brasília.