mk_vertical_header_anim = "1", mk_check_rtl = true, mk_grid_width = 1140, mk_ajax_search_option = "disable", mk_preloader_bg_color = "#073052", mk_accent_color = "#003866", mk_go_to_top = "true", mk_smooth_scroll = "true", mk_preloader_bar_color = "#003866", mk_preloader_logo = "http://diogohubner13.com.br/wp-content/uploads/2017/05/dh13_logo_white.png"; var mk_header_parallax = false, mk_banner_parallax = false, mk_footer_parallax = false, mk_body_parallax = false, mk_no_more_posts = "No More Posts";

Jordi Ribera: “Hoje é um dia feliz para o Handebol espanhol!”

Depois de bater na trave quadrada por quatro vezes, a Espanha enfim trouxe o título da EURO para casa. O time do técnico Jordi Ribera, ex-treinador da Seleção Brasileira, bateu a Suécia na decisão por 29-23 (12-14 no intervalo). A vaga na final foi garantida com uma vitória fenomenal sobre a favorita França por 27-23 (15-09 no intervalo).

Jordi definiu o título inédito nas seguintes palavras: “O grupo acreditou desde o começo e teve um espírito vencedor”. E ele continua, “O time cresceu diante das dificuldades, das lesões, altos e baixos, e foi capaz de vencer a Alemanha e a França para chegar até a final”.

O técnico ainda prestou uma homenagem a todos que se dedicam ao esporte na Espanha. “A todo o Handebol espanhol, hoje é um dia feliz para este esporte. Dia de reconhecimento a todos que trabalham diariamente pelo Handebol nos bastidores, como técnicos, árbitros, dirigentes de clubes e jovens jogadores que se espelham nos seus ídolos para chegar até aqui”.

A Espanha já tinha conquistado o título mundial duas vezes, em 2005 e 2013 (quando foi sede). Agora falta apenas o ouro olímpico.

Veja como foi a campanha dos espanhois na EHF EURO 2018:

Primeira Fase:

Espanha 32-15 República Tcheca
Espanha 27-25 Hungria
Espanha 22-25 Dinamarca

Main Round:
Espanha 31-20 Macedônia
Espanha 26-31 Eslovênia
Espanha 31-27 Alemanha

Semifinal:
Espanha 27-23 França

Final:
Espanha 29-23 Suécia